Minha lista de blogs

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Mar de vinho tinto

Te procurei, naveguei em um mar de vinho tinto
       não te encontrei, não sei dizer o que sinto
         rubras rosas murcham em minha mão e no coração
           um leve desespero, não sinto cheiro não sinto frio um 
               grito no silencio e um imenso vazio

                   Suporto a ironia da lua mesmo nua a me zombar e o seu
                       rosto pra meu desgosto surge em todo o lugar
                         ensurdeço meus ouvidos no instinto de viver
                            pois toda canção que ouço só me fala de você

                                Quero rasgar o meu peito e arrancar o coração                                      mas busco a sanidade 
                                    e controlo a emoção e nesse mar de vinho                                            tinto
                                         me embriago em absinto e vou perdendo a                                            razão
                                              e do amor alem da vida só me restou a                                                 ferida da dura desilusão.