Minha lista de blogs

quinta-feira, 12 de julho de 2012

sonhos


O vento por mim passou, assoviou noticias suas, que na solidão regressou e refugiou-se na lua, a lua também é minha, me tornei seu companheiro, e seu deserto vazio, meu constante hospedeiro.
Vento que sonhos transforma em prisioneiros do passado, não deixe ela saber que caminho a seu lado,vento seja discreto, não seja tão desatento, deixe oculto o fato que seu interior eu contemplo.
Vento insistente, não se cansa de soprar, ontem fiquei tão triste pois senti ela chorar,minha alma se abateu na desistência em amar.
Vento mostre pra ela, que é lua que nos ensina, nem tudo começa e termina, também muda a direção, não temas tanto o deserto e a sua escuridão, nada esta perdido caminharei sempre contigo segurando em sua mão,e a luz nos guiara brotando do coração.