Minha lista de blogs

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Todo dia outra maré mas o mar não muda Zé, as rochas não choram com você Zé
nem o albatroz sente sua tristeza, acorda Zé ela partiu e o mar se partiu na imponência de sua alaúde,
tim,tim saúde Zé, afogue-se em um vinho barato não molhe o retrato com suas lágrimas embriagadas de seus lamurios até as gaivotas estão enfadadas.
                                                                                                          
Pobre Zé o vento agride, a saudade tortura e você não desiste e se esconde na lua, há Zé deixe o horizonte em paz tira os olhos dele Zé, o mar a levou e o tempo passou Zé, e você esqueceu de viver , força Zé quebre aquela xícara que diz: te amo, que ela te deu e você escondeu pra não ver Zé, vamos Zé, é hora de viver, pare de beber Zé, e volte a sonhar, chega de chorar, de a volta por cima Zé, deixa esse faz de conta Zé, ela não vai voltar, então esquenta o café Zé, rabisque o papel Zé, preencha o noite vazia transforme a dor em poesia tem fé, vai doer mais bonito Zé,