Minha lista de blogs

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

doce amargo


O inquietante insegura, minha alma murmura enganoso coração, há minha flor de Lis, tão doce odor de anis, em sonhos que não me quis não acha satisfação, ainda sonha ao vento que tire esse tormento, lhe trazendo o fruto santo, salvando-a da solidão, meu rosto anda surrado, meu corpo ta tão cansado, absurdos contemplados no sol de cada manhã, a lua cheia e eu vazio , no calor estou com frio, ainda sinto arrepio , no ódio dessa paixão.
Meu medo a passos largos, sorrindo me retornou, meus sonhos eram de vidro ,em um mundo   insensível, em cacos se estilhaçou, ó minha raiz de mandrágora , tão fundo eu te achei, nos lugares mais remotos, no ermo te procurei, no fundo do oceano , as estrelas  vasculhei, me perdi em tempestades,  em mentiras e verdades, na mais fria amizade, foi La que te encontrei.
E perdi você pra sempre, como dói a semente do fruto que não nasceu, a dura realidade de uma grande amizade, a ilusão que se perdeu, e perdi  você pra sempre ,minha alma entendeu, e restou o doce amargo, ter apenas nos tornados:  AMIGOS,  VOCÊ E EU................triste fim.